Nathan Galvin, já denunciado por outras namoradas foi condenado a três anos e quatro meses de prisão (Foto: Reprodução/Daily Mail)

O britânico Nathan Galvin, de 29 anos, foi condenado a três anos e quatro meses de prisão após tentar estrangular a namorada “com medo de seu ex-parceiro ter um pênis maior que o dele”. Segundo o portal britânico Daily Mail, o homem ficou obcecado com o tamanho de seu órgão sexual depois de um reencontro entre colegas de escola, quando conheceu o antigo namorado de sua então companheira.

Por causa disso, os dois entraram em uma briga sobre o histórico sexual da mulher, tudo porque ele queria descobrir se o pênis do antigo namorado era maior do que o seu. A discussão terminou com o homem puxando o cabelo da namorada, a primeira de uma série de agressões. Afinal, Galvin continuou com o comportamento obsessivo, e, oito dias depois, retomou o assunto com o objetivo de “saber quem conseguia lhe proporcionar mais prazer na cama”. A briga culminou em um ataque de 20 minutos, no qual a mulher foi espancada e estrangulada até não conseguir mais respirar.

“Uma ameaça à sociedade”

O caso foi levado às autoridades de Ramsgate, na Inglaterra, que condenaram o agressor – já denunciado por antigas agressões a namoradas e também a sua irmã – a três anos de prisão. Durante o julgamento, Galvin fez um gesto imitando uma arma e apontou os dedos para a vítima, ato que fez o juiz aumentar sua pena em quatro meses.

“Você é um homem que tem problemas significativos com mulheres, e é uma ameaça à sociedade”, disse o juiz Ruper Lowe. “O risco de você causar sérios danos à próxima mulher com quem começar um relacionamento é muito alto”, complementou, além de dizer que o condenado é extremamente ciumento.

A identidade da mulher agredida porque o namorado ficou “com medo” de seu pênis ser menor do que o órgão genital de seu ex-parceiro não foi divulgada pela polícia.

Último Segundo – iG