Empresário Luiz Roberto Barcelos, da Agrícola Famosa – Foto: José Aldenir/Agora Imagens

Do Portal Agora RN – Cotado para disputar o Senado nas próximas eleições, o empresário Luiz Roberto Barcelos, proprietário da Agrícola Famosa e conhecido como “Rei do Melão”, devido ao fato de sua empresa ser a maior exportadora da fruta no país, rechaçou qualquer possibilidade de apoio a uma eventual candidatura ao Governo do Estado do deputado Ezequiel Ferreira (PSDB), presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte.

Nos últimos dias, a hipótese ganhou destaque nos bastidores, uma vez que Barcelos articula sua filiação ao PSDB, legenda presidida no estado por Ezequiel. Segundo interlocutores do empresário, a negociação com o partido realmente tem acontecido, mas a informação de que Ezequiel teria o apoio do dono da Famosa para o Governo “não procede”.

Aliados do pré-candidato a senador afirmam que o principal motivo que levou Barcelos a descartar apoio à candidatura de Ezequiel para o Governo é a incompatibilidade dos perfis políticos. Enquanto o presidente da Assembleia é deputado de quatro mandatos e pertence a uma família tradicional na política, o empresário tem despontado como novidade, surfando no fenômeno dos chamados “outsiders” – personalidades com destaque em outras áreas da sociedade, notadamente a iniciativa privada, que decidiram ingressar na política.

Além disso, a associação de Ezequiel a supostos esquemas de corrupção teria influenciado a decisão do empresário. O presidente da Assembleia foi alvo recente de pelo menos duas investigações: as operações Sinal Fechado e Dama de Espadas. A primeira apura se o deputado recebeu propina para agilizar a tramitação de um projeto de lei que instituiu a inspeção veicular no Rio Grande do Norte (beneficiando, assim, a empresa de George Olímpio). Já na segunda, o tucano responde por possível omissão quanto a um esquema desvios na Assembleia. Nas duas, Ezequiel foi alvo de ação do Ministério Público.

Interlocutores de Barcelos dizem que, na eleição para o Governo do Estado, o empresário tem mais simpatia pelas eventuais candidaturas do atual vice-governador, Fábio Dantas, e do empresário Tião Couto. Esses nomes, dizem os aliados, estão mais próximos do perfil do presidente da Famosa, que é dissociado da chamada velha política.