Ex-ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (Foto: veja.abril.com.br)

Terminou no início da tarde desta terça-feira, dia 6, a oitiva das testemunhas arroladas pelo Ministério Público na Operação Manus. Foram 22 testemunhas ao todo, incluindo delatores e diretores das maiores empresas do Brasil.

Nenhum depoente apresentou qualquer conduta delituosa contra o réu Henrique Eduardo Alves. Pelo contrário, todas as testemunhas inocentaram o ex-deputado.

Nota da defesa de Henrique Alves

“Todas as 22 testemunhas de acusação inocentaram Henrique Alves, não fazendo sentido que ele permanecesse preso nas condições em que estava. É preciso que a imprensa livre acompanhe todos os atos deste processo e divulguem para a população brasileira o que está acontecendo, para que se reflita sobre os danos que o punitivismo exacerbado tem causado em parte da justiça brasileira e o risco de que isso venha a atingir o cidadão comum”, declarou a defesa, por meio de nota.