População dos dois municípios será atendida com término dos serviços (Foto: Divulgação)

A adutora emergencial que está sendo construída pelo Governo do Estado para captar água da Barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do Rio Grande do Norte, chegou à 50% de conclusão.

O deputado federal Fábio Faria (PSD), que defendeu e apoiou a execução desta obra, afirma que a estrutura irá garantir o abastecimento das cidades de Assu e Mossoró. “E também de comunidades rurais que ficam às margens do Rio Piranhas/Açu”, acrescentou.

A adutora, que terá 11 km de extensão, vai captar a água restante da barragem, que atingiu volume morto em janeiro. O secretário de Estado do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos, Ivan Júnior, afirma que a previsão é que a adutora entre em operação dentro de 15 dias.

“Quando isso acontecer, ela será interligada à adutora Jerônimo Rosado, permitindo o abastecimento de 100% do perímetro urbano de Assu e de 30% de Mossoró”, diz. Ao todo, estão sendo investidos nesta obra aproximadamente R$ 8 milhões.