A direção nacional se reuniu neste final de semana em Ribeirão Preto (Foto: Divulgação)

A direção nacional e direções regionais do Patriota, ex-Partido Ecológico Nacional (PEN), se reuniram neste final de semana em Ribeirão Preto, no Estado de São Paulo para discutir os rumos da sigla. Na oportunidade, foi confirmada a recondução do advogado Luiz Gomes à presidência regional do partido no estado do Rio Grande do Norte, com total autonomia para fazer a condução política do partido no estado.

Participaram da reunião os membros do Conselho Político Nacional, presidentes estaduais e deputados da bancada federal da sigla.

As mudanças estatutárias que eram exigidas pelo então pretenso filiado Jair Bolsonaro não serão aplicadas, portanto o partido não ficará vedado à conversações nem possíveis coligações com outras siglas com vistas às próximas eleições. Cada Presidente Regional analisará a conjuntura local para possíveis coligações de maior conveniência para o crescimento e fortalecimento do partido.

De acordo com o presidente regional Luiz Gomes, outra mudança significativa dos estatutos, que o Patriota não se denomina partido de direita, é um partido ecológico que tem bandeira política da sustentabilidade, ecologia e a democracia, e assim continuará sendo conduzido. “Assim, o ex-PEN e hoje Patriota volta à sua normalidade”, observou.

Congresso Regional do RN

O presidente Nacional, Adilson Barroso, confirmou que para o fortalecimento do Patriota 51 em todo o Brasil, recomendou para que sejam promovidos Congressos Regionais, confirmando que o Rio Grande do Norte está previsto para o dia 3 de março de 2018. O evento no estado será coordenado pelo presidente Luiz Gomes com o apoio e participação dos diretórios municipais, parlamentares, suplentes e todos os filiados.

“O partido retoma com força as preparações e definições das suas atividades no estado, e vamos conduzir os trabalhos para obtermos os melhores resultados no pleito de 2018”, ressaltou Gomes.