Ela foi surpreendida por uma guarnição do Exército quando caminhava próximo a uma estação de trem (Foto: Divulgação)

Uma mulher foi presa, na noite dessa sexta-feira (26/1), carregando o corpo do marido dentro de uma mala. O caso aconteceu em Magalhães Bastos, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Silvia Cristina Barcelos da Mota, de 43 anos, foi surpreendida por uma guarnição do Exército Brasileiro que a abordou enquanto caminhava próximo à estação de trem no bairro.

Por volta das 22h, os militares desconfiaram do comportamento da mulher e, ao revistá-la, ficaram perplexos com o conteúdo encontrado na bagagem. Constataram que Jair Isidorio, de 68 anos, estava morto.

A Polícia Militar foi acionada imediatamente, e a área do flagrante foi cercada. Em depoimento, a mulher afirmou ter cometido o crime porque contraiu HIV e acredita que o companheiro tenha lhe passado o vírus. Silvia confessou, ainda, o uso de um fio para estrangular a vítima, quem estava sob efeito de remédios calmantes.

Populares se indignaram e relataram, nas redes sociais, que a mulher estava “tranquila”. “Gente, eu fui lá, e a mulher estava como se nada tivesse acontecido. Estava muito tranquila. Como pode um ser humano assim?!”, questionou uma jovem.

Metrópoles