Sandro Pimentel vai pedir oficialmente o impeachment de Robinson Faria (Foto: Reprodução)
O vereador Sandro Pimentel (PSOL) foi à Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte para dar entrada no pedido de impeachment do governador Robinson Faria (PSD) embasado no parecer do Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Norte, que, por unanimidade de votos, decidiu rejeitar as contas identificando diversas irregularidades na gestão financeira do estado.
Sobre o pedido de impedimento o vereador Sandro apontou que “pela primeira vez na história de nosso estado um governador teve as contas rejeitadas, isso quer dizer que a gravidade é muito grande. O Tribunal de Contas aponta 21 motivos, cada um mais escabroso que o outro que justifica a reprovação das contas e esse é o fundamento. E é claro que o estado vive um caos em todas as áreas, está uma verdadeira calamidade e isso vai fortalecer ainda mais o nosso pedido”. Sandro Pimentel disse ainda que espera que o presidente da Assembleia Legislativa, Ezequiel Ferreira (PSDB) receba e encaminhe a proposta ao plenário da Casa Parlamentar.
O governador Robinson Faria (PSD) encaminhou, na última terça-feira 9, via Diário Oficial à Assembleia Legislativa um pacote de medidas com o intuito de aliviar os gastos da administração e equilibrar as finanças. Entre as medidas, também se encontra o Regime Fiscal Especial que determinará o limite de gastos em áreas primordiais para além da gestão do governo de Robinson – valendo por até 20 anos – e o aumento da alíquota da Previdência Estadual de 12% a 14%. O governador também pretende alienar prédios estaduais e patrimoniais, como o Potigás, Centro de Convenções e Ceasa.
Na manhã desta quinta-feira 11, Sandro esteve às portas da Assembleia, mas não conseguiu entrar de imediato, os portões da Casa ainda estavam fechados.